Dinheiro na Internet: Como os artigos no LinkedIn me ajudaram a construir uma fonte de renda



Semana passada eu recebi um e-mail da equipe de Conteúdo do LinkedIn "High five — you've been posting!", mais ou menos para o português, "É isso aí - você está postando!".


Isto porque há 6 semanas consecutivas, eu dedico 100% de disciplina ao novo hábito que prometi a mim mesma, publicar artigos no LinkedIn semanalmente, respeitando dias da semana e horários específicos.


Não sorte ou acaso, desde o primeiro conteúdo desta série até o sexto, tive um crescimento de audiência de mais de 600%.


Semana 1 (6 de agosto)


Semana 2 (9 de setembro)



Deixei algumas objeções de lado, superei o medo que uma possível exposição poderia gerar e resolvi seguir meu sonho, inspirar a produção e consumo de conteúdo de forma simples, mas com muita criatividade.


Tenho sido muito feliz no meu objetivo, recebi alguns feedbacks privados de pessoas que colocaram em prática novamente o hábito da escrita, como outros que vão começar sua jornada agora.



E não são apenas feedbacks, meu sonho de inspirar produção e consumo de conteúdo, me ajudam dia a dia construir e fortalecer minha marca pessoal de forma simples e efetiva, sem gastar 1 centavo, muito pelo contrário, eu consigo gerar dinheiro por aqui.


São mais de 600 milhões de usuários no mundo todo, sendo 43 milhões no Brasil (quarta maior rede de membros do mundo na plataforma), portanto, se você ainda não se libertou daquele conceito simplório de LinkedIn como currículo online, reveja seus conceitos a partir de hoje.


Ficou interessado sobre como colocar esta estratégia em prática? Continue esta leitura que eu te conto como!


Antes de mais nada abandone aqui suas crenças limitantes. Vai por mim, por aqui existem muito mais que vendedores inconvenientes e recrutadores em busca de candidatos.


Como prova, há 5 anos o LinkedIn democratizou o processo de produção de artigos, você não precisa ter a versão paga para usar a ferramenta, as desculpas acabaram, qualquer usuário conta com as mesmas funcionalidades.


Isso transfere um poder enorme aos membros, uma chance única de se tornar um produtor de conteúdo como acontece nos blogs.


E entre as possibilidades de publicação, hoje vamos focar na produção de artigos. Muito diferente daquela que segue as normas da ABNT e métodos científicos, estamos falando de leitura simples, mas que gere valor.


E você sabe porque os artigos são os queridinhos da plataforma?


A resposta é simples, embora quantidade não seja sinônimo de qualidade, é no mínimo de se esperar que alguém que senta na cadeira e se dedica 1 hora para escrever conteúdo denso, mereça créditos.


O algoritmo da plataforma fica super feliz quando vê um usuário engajado, inclusive tenho um artigo completo que fala sobre este tema (Aprenda utilizar o LinkedIn de forma profissional).


E para te ajudar produzir conteúdo de valor por aqui, separei algumas dicas e boas práticas que aliadas a regularidade vão te ajudar escalar seus resultados e colocar dinheiro no seu bolso também.



Tenha um Nicho


A dica mais valiosa que você vai ler hoje por aqui. É MUITO importante você definir qual o objetivo em começar sua jornada criativa na produção de artigos, se você não souber onde quer chegar não vai conseguir estabelecer suas atividades para alcançar o seu objetivo.


Ao contrário, vai começar produzir conteúdo deliberadamente, sobre temas diversos que não conversam entre si, confundindo o seu público sobre o que esperar da próxima leitura e consequentemente desengajar sua rede.


É aí que muitas pessoas desistem e desacreditam do processo.


Mas vai por mim, o LinkedIn ainda é uma ferramenta capaz de gerar audiência com tráfego orgânico, não sei quanto tempo isto vai durar, mas a melhor hora para começar é AGORA!


Logo, Tenha um Nicho, é uma etapa crucial para todo mundo que está começando, é impossível criar artigos que vão agradar a todos, o processo é também sobre posicionamento e você deve abandonar o medo e expectativa das opiniões alheias.


Ao definir um nicho, você determina o público para o qual falará e, consequentemente, as estratégias que utilizará para convencer essas pessoas a esperarem ansiosamente pelo próximo conteúdo.


Escreva sobre o que você sabe


Nada mais chato que buscar se informar sobre algo que você não gosta.


Escrever é também sobre buscar informações e observar o tempo todo, poranto o primeiro fator a considerar ao escolher seu nicho é, considere algo que você tenha interesse e goste, caso contrário, é mais um fator de desistência.


Para que eu pudesse defirnir meu nicho e temas que gosto e desempenho bem, algumas perguntas me ajudaram:


▶️ Qual tema que já trabalhei profissionalmente que eu gostaria de falar sobre ❓


▶️ Quais os resultados eu já consegui com este tema na minha vida ❓


▶️ Consigo replicar a estratégia e escalar ❓


▶️ Quais as minhas conquistas na área escolhida ❓


▶️ Como minha mensagem é recebida pelo público ❓


Respondendo estas perguntas, naturalmente, seu nicho e temas de interesse, vão surgir.


Inspire-se (mas não se prenda a isso)


O começo vai ser o período mais desafiador, as objeções são muitas e principalmente porque a escrita muito diferente do que muitos pensam é sobre hábito (não é dica de coach isto, é sério).


Atualmente eu consigo produzir um artigo de 5 a 7 parágrafos em 30 minutos, enquanto no início levava um final de semana inteiro para fazer.


Não da para esperar baixar o espírito de Shaeskepare e você não precisar ter um "dom", algumas dicas e aprendizados me ajudaram muito, foram elas ▶️


⭐ Answer the Public, uma ferramenta gratuita para descobrir o que as pessoas estão pesquisando sobre o tema que você quer começar escrever.



⭐ Roube como um artista, um livreto muito simples e que você vai levar 30 min para ler, um verdadeiro manifesto ilustrado de como inovar na era digital, Austin Kleon nos ensina que para ser criativo, basta ser autêntico.


⭐ Faça anotações das observações do seu dia a dia. Observe muito, bastante, pra caramba! Você vai reparar que desde esperar o ônibus, até estar totalmente relaxado, tudo pode virar história, um bom escritor não é nada mais que um bom observador.


Escreva títulos impossíveis de serem ignorados


Esta vai ser a primeira impressão do leitor, é como comer com os olhos, não sabemos qual a qualidade do que vem em seguida, mas a apresentação inicial fará toda a diferença.


É o título quem desperta a atenção, seja por curiosidade ou promessa de entrega, em que seu espectador vai considerar se o seu valioso tempo vale ser consumido.


Horários das postagens


Cada rede social possui horários estratégicos específicos para te ajudar conseguir melhor engajamento.


Não se trata de uma receita de bolo e cada segmento ou área podem conter muitas especificidades, portanto você vai precisar fazer testes AB até descobrir como você performar mais e melhor o seu conteúdo.


No entanto, algumas boas práticas até você conhecer melhor sua audiência, são essenciais para começar a veicular seus textos com mais eficácia.


Como canal de comunicação corporativa, o LinkedIn conta com diveras minúncias neste sentido, diferente de Facebook, Twitter e Instagram.


A Sprout Social lançou uma pesquisa super atualizada e foram descobertos os seguintes aspectos ⤵️


▶️ Quarta feira é o melhor dia da semana


▶️ O melhor horário de publicação é entre 15 e 17 horas


▶️ De sexta a segunda não é um bom período


▶️ Terça e Quinta possuem ótimos resultados


Use Hashtags


Outra forma muito poderosa de estimular o engajamento, é utilizar hashtags e menções com @ relevantes para alcançar as pessoas certas.


Elas vão te ajudar a descobrir como interagir com tópicos do seu interesse como também direcionar com mais inteligência, sua publicação ao público que realmente seja relevante para você.


Uma boa prática e tópico que ninguém ou poucas pessoas sabem é, não utilize mais de 3 hashtags no LinkedIn, isto porque diferente do Instagram, por aqui estamos falando de qualidade e não quantidade.


O algoritmo pode ficar confuso e não conseguir entregar todo seu potencial por tentar otimizar vários públicos diferentes, é aquela coisa, quem quer atingir todo mundo, acaba não atingindo ninguém.


Torne suas postagens visuais


Usar fotos, vídeos ou documentos, vão tornar suas publicações mais visuais. E isto não é frescura ou item dispensável.


Antes de pensar na estratégia, se imagine do outro lado, como consumidor sempre ficamos mais satisfeitos por uma leitura fluida, com exemplos e esteticamente menos massiva.


E embora uma rede social coporativa, não foque em excesso de formalidade ou imagens com ultra, mega, hiper qualidade, cada vez mais a autenticidade tem sido bem vista por aqui.


Cadência


Sabe aquele amigo que só aparece para pedir favor? Não seja esse cara!


Se você só entra no LinkedIn quando precisa de um emprego ou para fazer uma campanha pontual, sinto informar que esta aliança não vai da certo.


A regularidade das ações é um dos fatores mais comprovados no Marketing Digital, é mais ou menos como educar seu público e o algortimo.


Escolha uma frequência aproximada assim como dias da semana e horários.


Relatório semanal


Por fim, quando você já estiver fera na produção de artigos para LinkedIn, vai precisar de ajustes, para otimizar o que está bom e corrigir o que não está tão bom.


Para isto o seu Relatório Semanal poderá fornecer vários insights, de pessoas que visitaram seu perfil e por quais palavras chaves elas chegaram até você.


Um ótimo indicativo se aquela primeira estratégia de definir um nicho foi realmente bem executada.


Se você verificar que existem pessoas de setores e cargos muito distintos, modifique seu nicho e atuação ou comece a elaborar conteúdos mais relevantes para este novo público que surgiu.


Estas são as 9 dicas que me dediquei a compartilhar com você hoje, elas já me trouxeram consultorias, projetos independentes de produção de textos e worskhops.


Espero muito que a promessa do título tenha atendido suas expectativas até aqui.


O LinkedIn é uma rede muito poderosa e subestimada pelos seus usuários. Desejo que a partir de hoje ela se torne uma grande aliada a sua estratégia digital.


Se você quer aprofundar ainda mais seus conhecimentos sobre, eu tenho um ebook 100% gratuito que entra no detalhe dos pilares da ferramenta para te ajudar construir um Perfil Campeão.

Se você também é uma Mentes Inquieta, vem comigo para conteúdo reflexivo em primeira mão, você pode se inscrever na minha Newsletter ou entrar no Grupo do LinkedIn, tem sempre conteúdo para te ajudar encontrar sua melhor versão por lá


Sobre a autora


Oi, eu sou a Mari, não gosto dessa coisa de falar sobre mim na terceira pessoa e prefiro contar sobre minhas experiências e sonhos a falar sobre meu currículo profissional.

Minha maior ambição é inspirar a produção e consumo de conteúdo criativo no mundo de forma simples e prática, para que as pessoas possam levar a vida com mais humor e tirar velhos planos da gaveta.


Fora do meu horário de trabalho, estou sempre escrevendo algumas coisas aqui. Em 2020 comecei oficialmente a ajudar algumas pessoas a fazerem o mesmo, o objetivo: viver plenamente, escrita é também é terapia!

Tem dúvidas? Quer acompanhar todas as novidades? Ficar por dentro de todas as ideias? Fala comigo, é só me seguir no LinkedIn, Mariana Rosa.


3 visualizações0 comentário